The Anthropologist In Me

Fórum Arte Braga, até 02 de Setembro de 2018

The anthropologist in me. Eventos culturais em Braga

Com a curadoria de Duarte Sequeira e Guilherme Braga da Cruz, “The anthropologist in me’ propõe ser um espaço partilhado de liminaridade, uma ocupação do fluxo e da transformação pela qual determinamos e intervimos nos mecanismos dos quais exposições, obras de arte, plateias e comércio estão integrados. Simultaneamente construindo e desconstruindo a partir de cada obra de arte, a exposição recorre a momentos clássicos de manifestação institucional, mantendo elementos suspensos de caráter provisório. Desenvolvido em colaboração direta com artistas, coleções privadas e institucionais, a exposição reúne um conjunto de artistas internacionais de diferentes gerações, que ao longo do tempo desenvolveu práticas de rutura, com base em pensamentos de antropologia cultural. A exposição conta com obras da dupla de arte performativa e conceptual britânica Gilbert & George, os escoceses Douglas Gordon, Martin Boyce, Jim Lambie e Eva Rotschild, sendo os três primeiros detentores do prémio artístico com maior relevo internacional, o Turner Prize, atribuído pela Tate Modern, em Londres, em 1986, 1996 e 2011 respetivamente. A exposição conta também com obra do fotógrafo e realizador brasileiro Miguel Rio Branco, o escultor inglês Gary Webb e o artista austríaco Franz West. Ao todo são apresentadas 15 obras de 9 artistas, em formato pintura, escultura, fotografia, vídeo e instalação.

 

O Forum Arte Braga é uma galeria de caráter institucional, comissariada pela InvestBraga e o Forum Braga, fundada em 2018, com o intuito de exibir artistas portugueses e internacionais num contexto favorável ao diálogo crítico e à polinização cruzada. O eixo central da programação da galeria é uma preocupação com diferenças regionais e individuais, ao mesmo tempo que promove o cosmopolitismo e a colaboração. Inspirado pela crença de que a prática artística é capaz de ampliar o escopo da atuação humana e tem o poder de tocar e transformar o mundo. O Fórum Arte, sob a direção artística de Duarte Sequeira e Guilherme Braga da Cruz, cultiva um programa cujas principais premissas são o conceptualismo, o rigor intelectual e a preocupação com o futuro.